domingo, 18 de abril de 2010

Esperanto no Correio Lageano

esperanto - correio lageano

Lages

Há mais de 100 anos surgiu o Esperanto, como uma forma de comunicação facilitada entre todos os povos. O idioma está na lista dos 120 mais falados em todo o mundo.

"Para cada povo sua língua, para todos o Esperanto", este é lema dos esperantistas em todo o mundo. O Esperanto é uma língua internacional planejada. Foi criado por Lázaro Luiz Zamenhof por volta de 1880 para facilitar a comunicação entre os povos. Atualmente estima-se que no mundo cerca de 3 milhões de pessoas falem o Esperanto, ele está incluído na lista dos 120 idiomas mais falados no mundo. No Brasil o Senado aprovou um projeto que inclui o Esperanto no Ensino Médio de forma facultativa, falta agora a aprovação da Câmara dos Deputados.

De acordo com o ministrante do curso de Esperanto em Lages, Edvaldo Sachett da Silva, a língua é neutra e sobrevive com a boa vontade dos voluntários. Ele explica que há inúmeras publicações. Sachett explica que o idioma tem como base do vocabulário o Latim. "Zamenhof falava várias línguas e ele juntou o que havia de mais fácil em cada uma para criar o Esperanto", conta. Embora a base da língua seja o Latim, também há influências de línguas eslavas, germânicas e orientais.

De acordo com Sachett o Esperanto conta com 16 regras gramaticais. "Para se aprender as regras a pessoa leva em torno de uma hora", diz. Os verbos também são simples e em um parágrafo pode-se aprender todas as regras, segundo o ministrante.

Para divulgar a língua são realizados anualmente congressos internacionais, que só foram interrompidos na época das guerras mundiais. Cada ano o congresso é realizado em um país diferente.

Outra alternativa usada para aprender a falar o esperanto e se comunicar com outros esperantistas é o Pasporta Servo - uma rede internacional de hospedagem gratuita em que esperantistas acolhem uns aos outros. No ano passado, Sachett recebeu em sua residência um casal francês. "Eles ficaram uma semana aqui, só falavam Francês e Esperanto", diz. Para Sachett a experiência foi bem produtiva. Na ocasião ele levou o casal para os alunos do curso de Esperanto da Uniplac, onde eles trocaram várias ideias. O professor explica que qualquer pessoa que fale Esperanto pode se inscrever no Pasporta Servo e ficar apto a receber e visitar esperantistas.

Curso de Esperanto na Uniplac

Estão abertas as matrículas para o curso de Esperanto. As aulas serão iniciadas no próximo dia 17 de abril. Os interessados podem fazer sua matrícula no setor de protocolo da Uniplac. O valor da inscrição é R$ 30,00 que serão doados para a aquisição de livros de Esperanto.

O curso será aos sábados das 14 às 15h30min com duração de quatro meses. O curso tem certificado da Uniplac. O ministrante será Edvaldo Sachett da Silva, licenciado em Letras pela Uniplac.

Leia a matéria na íntegra aqui:
http://www.correiolageano.com.br/htmNoticia.php?id=26826&c=6

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pesquisar este blog

Quem sou eu

Lages, Santa Catarina, Brazil
Licenciado em Letras pela Uniplac.
Ocorreu um erro neste gadget