quarta-feira, 12 de maio de 2010

Lição Introdutória

O objetivo desta lição é dar-lhe uma visão geral da gramática, pronúncia e formação das palavras em Esperanto. Portanto não se preocupe em aprender tudo agora, a intenção é apenas servir como uma leitura rápida e como um material para consulta posterior.

Características do Esperanto.

A maioria das línguas podem ser divididas em três partes:

1) Vocabulário (isto é, o acervo de palavras que constituem a língua).
2) Ortografia e Pronúncia.
3) Gramática (Morfologia e Sintaxe).

Em cada uma dessas partes, o Esperanto revela enorme simplificação, em comparação com qualquer idioma nacional.

A Pronúncia e a Ortografia são absolutamente fonéticas, havendo apenas cinco sons vocálicos (a maior parte das línguas nacionais tem vinte ou mais). Cada letra tem apenas um som, sendo todo som expresso por uma e a mesma letra.
A Morfologia e a Sintaxe acham-se ideadas tão engenhosamente que, em lugar do costumeiro labirinto de regras apresentadas pelas outras línguas e que ocupam apreciável volume nos compêndios gramaticais, o Esperanto apresenta apenas 16 regras que poderão ser até anotadas comodamente numa pequena folha de papel. Essas regrinhas acham-se enumeradas logo a seguir.

O Vocabulário causou a Zamenhof muitas noites de insônia, até que, finalmente, ele encontrou uma brilhante solução. Ocorreu-lhe a idéia de empregar o princípio dos afixos com critério lógico. O resultado foi que um dicionário de Esperanto tem somente um décimo do tamanho de outro noutra língua. Ademais, a sistematização em Esperanto é completa, ao passo que, nos outros idiomas é apenas parcial e, freqüentemente, ilógica. Isto porque, em Esperanto, as regras não têm exceções nem limite de aplicabilidade.

No tocante às palavras em si, Zamenhof não as inventou arbitrariamente, porém tirou-as das línguas mais importantes da civilização ocidental, principalmente do Latim, fonte e origem de tantas línguas modernas. Recusado dizer, portanto, serem inúmeras as ligações etimológicas entre o vocabulário Esperanto e o Português.

_______________PRONÚNCIA______________________________________________________

As letras b, d, f, k, l, m, n, p, t, v, z e m possuem o mesmo som que em nosso idioma.

A tem o som do a em dado.
C tem o som de ts em tsé-tsé.
Ĉ tem o som de tch em atchim e tchau.
E tem o som do e em mesa. (e fechado)
G tem o som de g em gato.
Ĝ tem o som do dj em adjetivo.
H tem um som ligeiramente aspirado, como em ah! ah! ah! (ou como nosso rr em carro)
Ĥ tem um som fortemente aspirado como o j em hijo no espanhol. (Ou do ch alemão)
I tem o som do i longo em filho.
J tem o som do i breve em pai (equivale ao i semivogal, ou seja, forma ditongo com uma vogal)
Ĵ tem o som do j em jornal.
O tem o som do ô em boca. (o fechado: = ovo)
R tem o som mais brando do que o r em cara.
S tem o som sibilante como em sapo. (Ou como nosso ss e ç em massa e maçã)
Ŝ tem o som chiante como o x em xadrez.
U tem o som do u longo em luta.
Ŭ tem o som do u breve em Paulo. (equivale ao u semivogal, ou seja, forma ditongo com uma vogal)

A sílaba tônica é sempre na penúltima sílaba da palavra, que tem tantas sílabas quanto forem as vogais.

Exercício de Pronunciação

Download mp3

Escute e repita em voz alta:

Aa, Bb, Cc, Ĉĉ, Dd, Ee, Ff, Gg, Ĝĝ, Hh, Ĥĥ, Ii, Jj, Ĵĵ Kk, Ll, Mm, Nn, Oo, Pp, Rr, Ss, Ŝŝ, Tt, Uu, Ŭŭ, Vv, Zz

 

a – patro (pai) uj – ĉiuj (todos) ĥ – ĥemio (química)
e – fenestro (janela) aŭ – aŭdi (ouvir) j – juna (jovem)
i – viziti (visitar) eŭ – Eŭropo (Europa) ĵ – ĵaŭdo (quinta-feira)
o – kolombo (pomba) c – facileco (facilidade) r – resti (permanecer)
u – unu (um) ĉ – ĉambro (quarto) s – senco (sentido)
aj – fajro (fogo) g – legi (ler), longa (longo) ŝ – ŝuo (sapato)
ej – hejmo (lar) ĝ – ĝis (até)  
oj – patroj (pais) h – historio (história)  

 

_______________GRAMÁTICA_____________________________________________________

As 16 regras:
tradução do sumário da própria
Gramática do Esperanto do Dr. Zamenhof

1) Não existe artigo indefinido; existe apenas um único artigo definido, LA (o, a, os, as), idêntico para todos os sexos, casos e números.

2) Os substantivos: terminam em O. Para formar o plural, acrescenta-se J. Existem somente dois casos: nominativo e acusativo, obtendo-se o ultimo mediante o acréscimo de N ao nominativo (objeto direto). Os demais casos são expressos por preposições (genitivo DE; dativo AL; ablativo PER, etc).

3) Os adjetivos: terminam em A. Número e caso como para os substantivos. Forma-se o comparativo por meio da palavra PLI e o superlativo por meio da palavra PLEJ; com o comparativo, emprega-se a conjunção OL.

4) Os numerais: cardinais (indeclináveis) são: unu, du, tri, kvar, kvin, ses, sep, ok, naŭ, dek, cent, mil. Dezenas e centenas formam-se pela simples junção dos numerais. Para assinalar os numerais ordinais acrescenta-se A; para os múltiplos, OBL; para os fracionários, ON; para os coletivos, OP; para os distributivos a preposição PO. Numerais substantivos e adverbiais podem também ser empregados.

5) Pronomes Pessoais: mi (eu), vi (você), li (ele), ŝi (ela), ĝi (ele, ela) (pronome neutro, para coisa ou animal), si (reflexivo), ni (nós), vi (vocês), ili (eles), oni (se, a gente): os possessivos se formam acrescentando A. A declinação é igual à dos substantivos.

6) O verbo não sofre alterações com referencia à pessoa ou ao numero. Formas do verbo: tempo presente toma a desinência -as; tempo passado recebe a terminação -is; tempo futuro recebe a terminação -os; condicional, a desinência -us; imperativo, a desinência -u; infinitivo, a desinência -i. Os particípios: presente ativo -ant; passado ativo, -int; futuro ativo, -ont; presente passivo, -at; passado passivo, em -it; futuro passivo em -ot. A forma passiva é obtida com uma forma correspondente do verbo esti mais um particípio passivo do verbo exigido; a preposição com a voz passiva é de.

7) Os advérbios terminam em E, sendo o comparativo dos advérbios formado da mesma maneira que para os adjetivos.

8) Toda palavra se pronuncia como se escreve.

9) O acento tônico cai sempre na penúltima sílaba.

10) Todas as preposições regem o caso nominativo.

11) As palavras compostas se formam pela simples junção das palavras (a palavra principal fica no fim). As terminações gramaticais são igualmente consideradas palavras independentes.

l2) Havendo outra negativa na sentença, a palavra NE é omitida.

13) Para indicar direção, rumo a algum lugar, as palavras tomam a desinência do acusativo -N.

14) Toda preposição tem sentido definido e constante; se, porém, o sentido direto não indicar qual seja ou deva ser, emprega-se a preposição JE, que não possui sentido próprio. Em lugar de JE podemos usar o acusativo sem preposição.

15) As chamadas palavras estrangeiras, i.e., aquelas que a maioria das línguas tirou de uma só fonte, não sofrem alteração em esperanto; porém, com diversas palavras de uma mesma raiz é preferível empregar sem variação somente a palavra fundamental e, com esta última, formar o resto, de conformidade com as regras do Esperanto.

16) A vogal final do substantivo e do artigo pode, às vezes, ser eliminada e substituída por um apóstrofo.

 

_______________FORMAÇÃO DE PALAVRAS_______________________________

Palavras derivadas

As palavras derivadas são formadas com o auxílio dos afixos (prefixos e sufixos) que se ajuntam diretamente ao radical.


Prefixos

  • BO - indica o parentesco resultante do casamento: frato – irmão > bofrato - cunhado; filino – filha > bofilino - nora.
  • DIS - indica dispersão, desunião, separação: doni - dar > disdoni - distribuir; ĵeti – lançar > disĵeti - espalhar.
  • EK - indica uma ação que começa ou que é momentânea: dormi – dormir > ekdormi - adormecer; krii – gritar > ekkrii - exclamar. Com o auxílio deste prefixo, formam-se os verbos chamados incoativos.
  • EKS - indica que foi, ex.: kapitano - capitão > ekskapitano - ex-capitão; iĝi – tornar-se > eksiĝi - demitir-se.
  • FI - indica desprezo, repulsão: insekto – inseto > fiinsektoj - vermes; aĵo – coisa > fiaĵo - ignomínia.
  • GE - indica a reunião dos dois sexos: patro – pai > gepatroj - pais (pai e mãe).
  • MAL - indica a idéia contrária: amiko- amigo > malamiko - inimigo; fermi – fechar > malfermi - abrir; antaŭe – frente > malantaŭe - atrás.
  • MIS - indica mal, errada, injusta, inconvenientemente: aŭdi – ouvir > misaŭdi- ouvir mal; gvidi – guiar > misgvidi - desencaminhar.
  • PRA - indica um passado ou futuro longínquo: arbaro – floresta > praarbaro - floresta virgem; avo – avô > praavo - bisavô; nepo – neto > pranepoj - bisnetos, descendentes.
  • RE - indica a repetição de um ato ou volta ao ponto de partida: doni – dar > redoni - restituir; vidi – ver > revidi - rever.

Sufixos

  • - indica o pejorativo, isto é, a qualidade má: ĉevalo – cavalo > ĉevalo - sendeiro; popolo – povo > popolo - populaça.
  • AD - indica a duração na ação: aŭdi – ouvir > aŭdado - audição; rigardi – olhar > rigardadi - contemplar. Com o auxilio deste sufixo formam-se os verbos chamados freqüentativos.
  • - indica a qualidade concreta: nova – novo > novo - uma novidade; trinki – beber > trinko - uma bebida.
  • AN - indica sócio, partidário, membro, habitante: kastelo – castelo > kastelano - castelão; Kristo – Cristo > kristano - cristão; Parizo – Paris > parizano - parisiense.
  • AR - indica coleção, reunião: parenco – parente > parencaro - parentela; meblaro - mobília.
  • ĈJ - indica diminutivo de caricia para o masculino: Johano – João > Joĉjo - Joãozinho; patro – pai > paĉjo - papai.
  • EBL - indica que pode ser: fleksi – flexionar > fleksebla - flexível; loĝi – habitar > loĝebla - habitável.
  • EC - indica a qualidade abstracta: riĉa – rico > riĉeco - riqueza; amiko – amigo > amikeco - amizade.
  • EG - indica o aumentativo: botelo – garrafa > botelego - garrafão; ridi – rir > ridegi - gargalhar; varma – quente > varmega - ardente.
  • EJ - indica o lugar destinado a...: bani – banhar > banejo - banheiro; lerni – aprender > lernejo - escola.
  • EM - indica hábito, inclinação: babili – tagarelar > babilema - tagarela; labori – trabalhar > laborema - trabalhador.
  • ER - indica o elemento, a unidade: neĝo – neve > neĝero - floco de neve; fajro – fogo > fajrero - faísca.
  • ESTR - indica chefe de... : vagono – vagão > vagonestro - chefe de trem; polico – polícia > policestro - chefe de policia.
  • ET - indica o diminutivo: botelo – garrafa > boteleto - garrafinha; ridi – rir > rideti - sorrir.
  • ID - indica filho, descendente: porko – porco > porkido - leitão; Israelo – Israel > israelido - israelita.
  • IG - indica fazer, tornar: kontenta – contente > kontentigi - contentar; sankta – sagrado, santo > sanktigi - santificar.
  • - indica fazer-se, tornar-se: bela – belo > beli - embelezar-se; sidi – sentar > sidi - sentar-se.
  • IL - indica o instrumento: flugi – voar > flugilo - asa; kudri – costurar > kudrilo - agulha.
  • IN - indica o feminino: koko – galo > kokino - galinha; frato – irmão > fratino - irmã.
  • IND - indica digno de: ami – amar > aminda - amável; adori – adorar > adorinda - adorável.
  • ING - indica o continente parcial: krajono – lápis > krajoningo - lapiseira; kandelo – vela > kandelingo - castiçal.
  • ISM - indica teoria, sistema, escola, partido, etc.: sociala – social > socialismo - socialismo; ideala – ideal > idealismo - idealismo.
  • IST - indica a profissão, um adepto de uma teoria, escola, doutrina, etc.; servi – servir > servisto - criado; maro – mar > maristo - marinheiro; Buda – Buda > budaisto - budista.
  • NJ - indica o diminutivo de caricia para o feminino: Ana – Ana > Anjo - Aninha; patrino – mãe > panjo - mamãe.
  • UJ - indica o continente total: cogaro – charuto > cigarujo - charuteira; pomo – maçã > pomujo - macieira; franca – francês > Francujo - França. Nota - Podem-se também formar os nomes de países com o auxílio da palavra lando (país) e os nomes de árvores com a palavra arbo (árvore). Ex.: Franclando, pomarbo.
  • UL - indica o ser caracterizado por... : malriĉa – pobre (adj.) > malriĉulo - um pobre; timi – temer > timulo - poltrão.
  • UM - não tem sentido definido: sapo > sabão > sapumi - ensaboar; kolo – pescoço > kolumo - colarinho.

(Da "Gramática Elementar de Esperanto", de A. Couto Fernandes e H. Mota Mendes).

Adaptado de Baza Esperanto, de Evaldo Pauli:

http://www.simpozio.ufsc.br/16RegrasEsp.htm

_______________CORRELATIVOS_________________________________________

A formação de palavras interrogativas e relativas em Esperanto se dá por meio de um sistema de combinação silábica bastante lógica. Tal sistema consiste em cinco sílabas iniciais que se combinam com nove sílabas finais, formando assim 45 palavras. Esses são os correlativos.

Sílaba inicial

Pequeno esclarecimento

ki-

Partícula que pergunta

ti-

Partícula que indica (mostra)

i-

Partícula que indefine

ĉi-

Partícula que indica totalidade

neni-

Partícula que indica a ausência, o conjunto vazio

Sílaba final

Pequeno esclarecimento

-o

coisa indefinida

-u

indivíduo, coisa definida

-a

qualidade

-el

modo, maneira

-e

lugar

-am

tempo

-om

quantidade

-al

motivo, causa

-es

aquele/a que possui

Juntos eles formam uma tabela:

Download mp3

 

KI-

TI-

I-

ĈI

NENI-

-O

kio - o que

tio - isso, aquilo

io - alguma coisa, algo

ĉio - tudo

nenio - nada

-U

kiu - quem, qual

tiu - esse, aquele

iu - alguém, algum

ĉiu - todo/a, cada

neniu - ninguém, nenhum

-A

kia - de que qualidade, de que espécie

tia - dessa/daquela qualidade, dessa/daquela espécie.

ia - de alguma qualidade, de alguma espécie

ĉia - de toda/cada qualidade, de toda/cada espécie

nenia - de nenhuma qualidade, de nenhuma espécie

-EL

kiel - de que maneira/modo, como

tiel - dessa/daquela maneira

iel - de alguma maneira

ĉiel - de todas as maneiras

neniel - de nenhuma maneira

-E

kie - onde

tie - ali, lá

ie - em algum lugar

ĉie - em todos os lugares

nenie - em nenhum lugar

-AM

kiam - quando

tiam - nesse/naquele tempo, então

iam - em algum tempo

ĉiam - sempre

neniam - nunca

-OM

kiom - quanto

tiom - tanto

iom - um pouco

ĉiom - tudo

neniom - nada, nenhuma quantidade

-AL

kial - por que

tial - por isso

ial - por algum motivo

ĉial - por todos os motivos

nenial - por nenhum motivo

-ES

kies - de quem, cujo/a

ties - dele, dela

ies - de alguém

ĉies - de todos

nenies - de ninguém

Ĉi

A palavra ĉi exprime proximidade e é usada com palavras correlativas formadas por ti- e ĉi-, antes ou depois delas.
tie ĉi / ĉi tie - aqui
tiu ĉi / ĉi tiu - este/a
ĉio ĉi / ĉi ĉio - tudo isto aqui

Ajn

A palavra ajn significa quer que seja (aumenta a indefinição de algo já indefinido)
kiam ajn - quando quer que seja
kiu ajn - quem quer que seja

Palavras relativas

As ki-palavras são usadas também como palavras relativas (que relacionam)
Tio, kion li diris, estas bona. - Aquilo (isso), que ele disse é bom.
La knabino, kiu staras tie. – A menina, a qual está de pé ali.
Ĝi estas granda kiel domo. - Ela é grande como uma casa.

http://pt.lernu.net/lernado/gramatiko/konciza/korelativoj.php

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pesquisar este blog

Quem sou eu

Lages, Santa Catarina, Brazil
Licenciado em Letras pela Uniplac.
Ocorreu um erro neste gadget